terça-feira, 24 de janeiro de 2012

MINHA JUVENTUDE

                      Passei toda ela na companhia de meus pais, junto aos meus irmãos. Estudei  no colégio Normal, fiz o curso para professora primária. Acho que aproveitei muito pouco , pois fui mais recatada. As outras minhas irmãs, gostavam mais de sair, namorar. Eu fui mais de ficar junto da minha mãe. Tinha com ela uma enorme ligação espiritual. Uma vez, já morando em Recife para aonde me desloquei, meu pai  me falou "O amor dessas duas é tão grande que deveriam ficar juntas" Eu nunca me esqueci dessas palavras dele. É verdade ela lia meus pensamentos!. Não sei , talvez porque tive o início da minha infância difícil com os problemas de saúde, ela quisesse me compensar. E mesmo porque hoje eu sei que ela veio antes de mim para que eu tivesse condições para ser ingressada e aceita no seio da minha pequena família, que muito amo. Pois tudo que passei, hoje entendo que se fez necessário para que resgatasse o que preciso. E assim permaneci até a idade de dezenove anos na minha casa, junto a todo. Passei por várias experiências, que se tivesse a LUZ que hoje me ensina, teria feito diferente, em prol de mim mesma. Mas nem tudo se perdeu , ficaram os ensinamentos colhidos de cada uma. A gente é o que é , lutando para se melhorar e crescer cada vez mais...
                Sinto saudades dos velhos tempos, das horas alegres, da minha cidade pacata, onde brincávamos nas calçadas(pedrinhas).Das poucas "paqueras" que tive , e que uma delas me marcou profundamente. Da nossa casa sempre cheia de gente, éramos oito filhos, juntando-se aos que meu pai adotava, e a multidão dos aflitos a quem a  minha adorada mãe alimentava. Juventude sadia! Não se falava em drogas, brincadeiras sadias, buscávamos o lazer. Temos o caminho a percorrer, em qualquer parte ou em algum lugar. E chegado o momento, somos levados por um força maior para os acertos de contas das sementes que plantamos nas vidas pretéritas.Aí vem a separação, cada um toma o seu rumo. Deixando para trás toda uma história para dar início a mais uma etapa da existência, ficando os laços verdadeiros que nos une, se soubermos fortificá-los.

Nenhum comentário:

Postar um comentário